Mostrando postagens com marcador queensryche. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador queensryche. Mostrar todas as postagens

domingo, 23 de setembro de 2012

Geoff Tate: samples de todas as faixas do novo álbum

Trechos de todas as músicas de Kings & Thieves podem ser ouvidos aqui. O lançamento oficial acontece no dia 6 de novembro.

 

Fonte: Van do Halen

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Geoff Tate: tracklist do novo álbum solo

O ex-vocalista do Queensryche, Geoff Tate, lançará seu novo álbum solo, “Kings And Thieves”, no dia 29 de Outubro pela InsideOut Music.

Hoje, Geoff revelou a capa e o tracklist do trabalho. 

She Slipped Away

Take A Bullet

In The Dirt

Say U Luv It

The Way I Roll

Tomorrow

Evil

Dark Money

These Glory Days

Change

Waiting

domingo, 16 de setembro de 2012

Queenrÿche: novo vocalista promete um som mais pesado

O vocalista Todd La Torre revelou que está registrando os vocais em demos do próximo trabalho do Queensrÿche. “Estou adorando as novas músicas. Não soam datadas e é o que de mais pesado a banda fez em anos”, declarou o cantor nas redes sociais.

domingo, 2 de setembro de 2012

Geoff Tate anuncia o "seu" Queensrÿche


Em comunicado oficial, o vocalista Geoff Tate anunciou a formação de sua versão do Queensrÿche. Juntam-se a ele:
Glen Drover (Megadeth, King Diamond, Eidolon – guitarrra)
Kelly Gray (Queensrÿche – guitarra)
Rudy Sarzo (Ozzy Osbourne, Quiet Riot, Dio, Whitesnake – baixo)
Bobby Blotzer (Ratt – bateria)
Randy Gane (Queensrÿche – teclados)

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Geoff Tate e seus projetos para o futuro


Além do já anunciado álbum solo, Geoff Tate confirmou sete datas em novembro como atração de abertura de Alice Cooper no Canadá. Também foi revelado o plano para uma tour comemorativa dos 30 anos do Queensrÿche para 2013. O vocalista promete a participação de várias estrelas da cena na empreitada.

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Queensryche mudando pra melhor?


Em seu Facebook, o frontman do Stryper falou sobre a apresentação do Queensrÿche no Halfway Jam. “Todd La Torre deu nova vida à banda. Não apenas possui capacidade de cantar as músicas como é um cara legal e humilde. Não conheço Geoff Tate pessoalmente. Não posso comentar quem ele é – e certamente não gostaria. Mas foi uma alegria vê-los com tanta empolgação e paixão. Mudanças são sempre desconfortáveis, mas às vezes é para o melhor. Confiem em mim, vocês não se desapontarão”.

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Queensrÿche: sem backings de Tate


O vocalista Todd La Torre postou o seguinte comentário no Facebook:
“Fui questionado sobre os backing vocals. Muitos acreditam estar ouvindo a voz de Geoff Tate neles. Quero deixar claro que não há gravações da voz dele em qualquer música que apresentamos. Tudo foi refeito com a minha voz e a de Eddie Jackson. Usamos essas bases apenas para backing vocals, não para quando é a minha voz. Sim, é similar. Mas está tudo no computador e no Pro Tools, registrado. Precisava esclarecer isso e que também canto o refrão completo de ‘Empire’, já que me questionaram sobre isso”.

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Queensryche: briga pelo nome


Em instância preliminar, Scott Rockenfield, Michael Wilton e Eddie Jackson derrotaram o vocalista Geoff Tate na briga pelos direitos sobre o nome Queensrÿche. A corte de Washington deu causa favorável aos músicos na última sexta-feira, julgando improcedente o apelo do antigo cantor da banda.

sábado, 7 de julho de 2012

Geoff pede respeito à história do Queensrÿche


Geoff Tate concedeu entrevista à Billboard para falar sobre seu rompimento com o Queensrÿche. Confira alguns trechos.
No recente bate-papo com a Rolling Stone, você ressaltou que escreveu a maior parte do catálogo da banda.
Diria, em termos vagos, que das 144 músicas do Queensrÿche, me envolvi na composição de 114. Isso daria algo em torno de 81% do total.
Mas da maneira que está lá, você teria dito que escreveu elas completamente sozinho.
Deve ter sido alguma daquelas situações de interpretação (risos). Mas o número exato pode ser consultado legalmente.
Após a saída de Chris DeGarmo, em 1997, você disse que os outros membros não contribuíram muito no processo de criação. Apenas chegavam, tocavam e recebiam o dinheiro. Ainda assim, Michael Wilton e Scott Rockenfield fizeram projetos paralelos. Você chegou a pedir que apresentassem mais material para a banda?
Sim, com certeza. A cada novo disco eu falava “por favor, contribuam, vamos tentar desta vez”.
Durante os shows pelo Brasil você soube que o staff estava sendo demitido – incluindo a manager, que é sua esposa. Quanto tempo depois você recebeu a carta dizendo que estava demitido?
Não consigo dar uma data exata, para ser honesto. Foi algo entre uma e duas semanas depois daquilo.
Então você nunca disse que sairia?
Não. Por que faria isso?
Considerando o que aconteceu, você poderia ter desistido por conta própria.
É o trabalho da minha vida. Não poderia simplesmente me livrar dele.
Considerando que ainda há três membros originais, eles não possuem direito de continuar?
Penso que se desejam continuar tocando juntos, deveriam seguir com músicas e álbuns próprios. Seria a maneira mais honrosa, ao invés de viver do que eu fiz. Especialmente porque há uma situação legal a ser decidida sobre o nome. Seria uma forma de mostrar respeito ao que foi feito.
Você não acha que eles também entendem ter ajudado a criar o que é o Queensrÿche?
Não sei o que eles sentem. Não gostaria de interpretar isso.

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Geoff Tate assina com gravadora


Definitivamente fora do Queensrÿche, Geoff Tate assinou contrato de distribuição mundial com a InsideOut Music. O vocalista deve lançar um novo álbum solo entre o fim desse ano e início de 2013.

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Queensrÿche: La Torre avisa: "mas não sou ex membro do Crimson Glory"


O vocalista Todd La Torre se manifestou através do Facebook.
“Não sou um ex-membro do Crimson Glory. As duas bandas estão totalmente a par de meu envolvimento. O Crimson Glort está vivo e bem, continuaremos escrevendo material para o novo disco. O Queensryche entra em um novo capítulo, apertem os cintos”.

Queensrÿche: Geoff Tate fora. Todd La Torre assume vocais


Em pronunciamento oficial, o baterista Scott Rockenfield anunciou o rompimento com o vocalista Geoff Tate. A partir de agora, Todd La Torre, do Crimson Glory, assume os vocais do Queensrÿche. Ele já estava tocando com os músicos do grupo no projeto Rising West.

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Vocalista do Queensrÿche fala sobre ex-companheiro e álbuns antigos


Em entrevista ao Noize In The Attic, o vocalista do Queensrÿche, Geoff Tate se mostrou receptivo à possibilidade de um retorno do guitarrista Chris DeGarmo ao grupo. “Acho que seria ótimo, ao menos para mim. Sempre fomos muito próximos em termos de trabalho. Definitivamente gostaria de fazer isso novamente. Mas vejo que ele está em um momento diferente da vida e está feliz com isso”.
Sobre a possibilidade de fazer uma tour tocando o álbum Rage For Order, Tate não acredita na possibilidade. “Fizemos um show assim em Nova York, ano passado e não foi satisfatório. Não é um disco emocional, está mais para algo frio e clínico. Ele pertence à sua época. As músicas dele não se relacionam mais comigo como pessoa. Mesma coisa com Empire. Honestamente, aquele não sou eu mais. Gosto de viver o presente. Me interesso pelo que acontece neste momento, não quero ficar olhando para trás”.

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Queensrÿche detonando em São Paulo mais uma vez


Queensrÿche e Fates Warning
HSBC Brasil, SP/SP (14/04/2012)

Texto e fotos por Eduardo Archanjo

A noite paulistana deste sábado, 14 de abril, foi agitada por três grandes shows internacionais para o público Metal. Enquanto Sebastian Bach agitava o público hard em um lado da cidade, Obituary fazia as vezes para o público mais extremo em outro canto.

FatesWarning_SP (5).jpgFatesWarning_SP (1).jpgEm outra ponta da cidade, mais especificamente no HSBC Brasil, com o público tomando praticamente todas as dependências da casa, o metal progressivo dos americanos do Fates Warning veio ao palco para abrir o espetáculo com a presença mais que especial de Mike Portnoy no comando das baquetas.

Liderados pelos vocais de Ray Alder desde 87, as guitarras de Jim Matheos (único membro original da banda) e Frank Aresti, e ainda o baixista Joey Vera (ex- Armored Saint e Anthrax), a banda começou seu show com a música One do álbum Disconnected (2000) e repassou praticamente toda sua carreira em um show de aproximadamente 1h15 de duração.

Queensryche_SP (10).jpgLife In Still Water do álbum Parallels (1991) e a parte III do conceitual A Pleasant Shade Of Gray (1996) vieram logo a seguir. Aliás o álbum Parallels fez praticamente todo o set list final da banda com as músicas The Eleventh Hour,  Point Of View, Monument e Eye To Eye tendo apenas a Through Different Eyes do álbum Perfect Symmetry (1989) no meio delas.

Mike Portnoy foi realmente um espetáculo à parte, roubando praticamente toda a cena e atenção, não só do público, mas por muitas vezes da própria banda.

Após o ótimo show que esquentou o público presente, aproximadamente às 23:30 o Queensrÿche veio ao palco para arrebentar como o próprio set list sobre o palco dizia em letras garrafais (Kick Fuckin' Ass).

Queensryche_SP (6).jpgO show que também faz parte da turnê comemorativa de 30 anos de carreira da banda começou com Get Started do seu último álbum, Dedicated To Chaos (2011). Apesar dos mais céticos dizerem que Geoff Tate não conseguiu atingir a mesma potência de voz que ele apresentou em 2008, na última passagem da banda pelo Brasil, o vocalista não só mostrou toda sua qualidade vocal com também deu um show à parte de interpretação teatral sobre o palco, mostrando todo seu carisma e respeito aos fãs.

Acompanhado pelas guitarras de Michael Wilton e Parker Lundgren, Eddie Jackson no baixo e Scott Rockenfield na bateria, Geoff entoou os grande clássicos da banda fazendo o público agitar e cantar junto com ele o tempo todo. No set list, composto por 19 músicas, não faltaram My Empty Room, Hit The Black, Silent Lucidity, The Lady Wore Black, Walk In The Shadows e finalizaram a primeira parte do show com a destruidora Take Hold Of The Flame.

Para quem estava sentido falta das músicas marcantes do álbum Empire - obra esta que deveria fazer parte da discografia de qualquer fã de metal -, a banda voltou para o encore com fantástica Jet City Woman seguida de Empire e fechando quase 1h45 de show Eyes Of A Stranger.

Alguns sentiram um pouco a falta de algumas músicas clássicas para uma turnê comemorativa de 30 anos, como por exemplo, Operation Mindcrime, mas mesmo assim o show não deixou de ser sensacional.

terça-feira, 10 de abril de 2012

Queensrÿche: provável setlist em SP

Comemorando trinta anos de carreira, o grupo norte-americano Queensrÿche se apresentará ao lado do Fates Warning (com Mike Portnoy), em evento que será realizado no dia 14 de abril (sábado) no HSBC Brasil, em São Paulo (SP). 

Formado atualmente por Geoff Tate (vocal), Michael Wilton e Parker Lundgren (guitarras), Eddie Jackson (baixo) e Scott Rockenfield (bateria), O Queensrÿche já vendeu mais de vinte milhões de cópias de seus álbuns, como os clássicos "The Warning" (1984), "Rage for Order" (1986), "Operation: Mindcrime" (1988) e "Empire" (1990). Seu mais recente trabalho de estúdio, "Dedicated to Chaos", foi lançado em 2011. O show no Brasil é parte da ''30th Anniversary Tour'', que traz os grandes sucessos da banda no repertório. 

Confira o provável set list do show: 
Get Started 
Damaged 
I Don't Believe in Love 
Hit the Black 
I'm American 
At 30,000 ft. 
Desert Dance 
Real World 
NM 156 
Screaming in Digital 
The Lady Wore Black 
Walk in the Shadows 
The Right Side of My Mind 
At the Edge 
Silent Lucidity 
Take Hold of the Flame 
Jet City Woman 
Empire 
Eyes of a Stranger / Anarchy-X 

Serviço: 
Queensrÿche 
Special Guest – Fates Warning (com Mike Portnoy) 
São Paulo - HSBC Brasil 
Data: 14 de abril (sábado) 
Endereço: Rua Bragança Paulista, 1281 – Chácara Santo Antonio, SP/SP 
Classificação etária: 14 anos. Menores dessa idade somente acompanhados dos pais ou responsáveis. 
Capacidade: 4500 pessoas 
Abertura da casa: 20h 
Fates Warning: 21h30 
Queensrÿche: 23h 

Informações e compra de ingressos: 

Setor VIP 
Inteira - R$ 380,00/ Meia-entrada - R$ 190,00 
Cadeira Alta - ESGOTADO 
Inteira - R$ 220,00/ Meia-entrada – R$ 110,00 
Camarote 
Inteira - R$ 340,00/ Meia-entrada – R$ 170,00 
Frisas - ESGOTADO 
Inteira - R$ 280,00/ Meia-entrada – R$ 140,00 
Pista 1º Lote - ESGOTADO 
Inteira – R$ 160,00/ Meia–entrada – R$ 80,00 
Pista 2º Lote 
Inteira - R$ 200,00/ Meia-entrada – R$ 100,00 
Pista 3º Lote 
Inteira - R$ 220,00/ Meia-entrada – R$ 110,00 

BILHETERIAS DO HSBC BRASIL - Rua Bragança Paulista, 1281 / Chácara Santo Antônio. 
(Horário de atendimento: segunda a sábado, das 12h às 22h e domingos e feriados, das 12h às 20h) 
COMPRA POR TELEFONE - Ingresso Rápido - Tel.: 4003-1212 
(Horário de atendimento: segunda a sábado, das 9h às 22h). 
(Formas de Pagamento: cartões de crédito Visa, Mastercard, Credicard, Diners); 
COMPRA PELA INTERNET 
(www.hsbcbrasil.com.br/ www.ingressorapido.com.br

(Formas de Pagamento: cartões de crédito Visa, Mastercard, Credicard, Diners); 
PONTOS DE VENDA CAPITAL, INTERIOR E OUTROS ESTADOS 
Consultar www.ingressorapido.com.br/PontosVenda.aspx 

Taxa de Compra através da Ingresso Rápido 
Compra em ponto-de-venda: 15% do valor do ingresso 
Entrega em domicílio Grande São Paulo: R$ 15,00 
Entrega em domicílio São Paulo Capital: R$ 10,00 
Retirada na bilheteria: R$ 5,00 
Para a compra de ingressos para estudantes, aposentados e professores estaduais, os mesmos devem comparecer pessoalmente portando documento na bilheteria respectiva ao show ou nos pontos de venda da Ingresso Rápido. Esclarecemos que a venda de meia-entrada é direta, pessoal e intransferível e está condicionada ao comparecimento do titular da carteira estudantil no ato da compra e no dia do espetáculo, munido de documento que comprove condição prevista em lei. 

* Clientes HSBC têm 25% de desconto. O limite é de 04 ingressos por pessoa e a promoção não é cumulativa com outros descontos. 
Estacionamento: Hot Valet (com manobrista) - R$ 25,00 (antecipado – adquirido junto com o ingresso) e R$ 30,00 (na hora) 
Aceitamos dinheiro e cartões de débito e crédito (Visa, Mastercard, Credicard e Diners)
Não aceitamos cheques 
Acesso para deficientes físicos 
Ar condicionado 

Sites relacionados: 
www.freepass.art.br 
www.hsbcbrasil.com.br 
www.queensryche.com 
www.fateswarning.com

Matérias top 5 da semana