Mostrando postagens com marcador new york dolls. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador new york dolls. Mostrar todas as postagens

domingo, 1 de abril de 2012

Resenha: New York Dolls - Too Much , Too Soon (Biografia – Nina Antonia, Ed. Omnibus Press )


New York Dolls - Too Much , Too Soon (Biografia – Nina Antonia, Ed. Omnibus Press )

Quando as bonecas de Nova York lançaram seu segundo álbum, Too Much, Too Soon, não poderiam fazer idéia do quão apropriado era o título escolhido. Este também é o nome da biografia da banda lançada pela Omnibus Press. O livro de Nina Antonia cobre a meteórica carreira da banda com riqueza de detalhes e, de quebra, responde algumas perguntas que devem habitar a cabeça dos fãs há muito tempo.


Desde as primeiras palavras em inglês (fuck you!) aprendidas pelo jovem egípcio Sylvain Mizhari e sua amizade com o colombiano Bill Murcia no bairro de Queens em Nova York, passando pela formação dos Dolls, gravações, shows, drogas, muitas drogas, morte de vários integrantes até o ressurgimento da banda em 2004, a autora traça a perfeitamente a trajetória de momentos, gloriosos e trágicos, com várias declarações de integrantes e pessoas que vivenciaram toda a história.


Vale uma menção especial o capítulo em que Malcom MacLaren, numa tentativa frustrada e amadora, teve a ideia de atrair a atenção sobre a banda com roupas de vinil vermelho e colocando como pano de fundo no palco uma enorme bandeira comunista. A
consequência disso foi bem expressa nas palavras da jornalista Linda Robinson: “Na America, você pode ser gay, você pode ser um viciado em drogas, mas de todos os tabus, você não pode ser comunista”.


Há situações engraçadas, como Sylvain e Johansen dando autógrafos como Alice Cooper e Mick Jagger, trágicas como a morte de quatro integrantes (Bill Murcia, Johnny Thunders, Jerry Nolan e Arthur “Killer” Kane), enfim, todos os ingredientes para prender a atenção do leitor durante todo o livro.


Mesmo que você não seja fã da banda é uma leitura interessante, afinal trata-se de um grupo que com seus dois primeiros álbuns, influenciou tanto artistas contemporâneos como Kiss, Ramones e os punks ingleses, quanto gerações posteriores como Morrissey e Guns n’ Roses.


Como bônus o livro traz, em suas últimas páginas, uma lista com todas as versões, edições e datas dos lançamentos dos álbuns, singles lançados (incluindo vários bootlegs) até 2004.


Infelizmente o livro ainda não foi lançado no Brasil, mas se você ficou interessado, a edição em inglês pode ser comprada pelo site da livraria Saraiva.


http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/973133/the-new-york-dolls/


Marcelo Magosso

Matérias top 5 da semana